Menu

Editora da Uneal marca presença na Bienal com obras produzidas por docentes

06 OUT 2017
06 de Outubro de 2017

Mariana Tenório e Clau Soares

A Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), através de sua Editora, a EdUneal, participa da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, que acontece até o domingo (8), no Centro de Convenções Ruth Cardoso, em Maceió, firmando mais uma parceria pela educação no Estado.

A EdUneal, em seu quinto ano de investimento na produção acadêmica, promoveu o lançamento de três novas obras durante a programação da Bienal. Na segunda-feira (02), a professora Maria Adélia de Souza lançou o livro “Território Brasileiro: Usos e Abusos”, uma relevante compilação de textos para repensar modelos de investigação sobre o território.                                                                                       Foto: Thalita Chargel

Professora Maria Adélia de Souza
Foto: Thalita Chargel

Na quinta-feira (05), foi a vez da professora Rosangela Nunes de Lima, que transformou sua tese de doutorado no livro “Formação de Professores de Língua Inglesa: Realidades Compartilhadas”. O lançamento ocorreu, às 19h, no estande da EdUneal e foi sucesso de público, que lotou não só o espaço, mas avultou o corredor, onde crescia uma fila de amigos, familiares e sobretudo muitos alunos que orgulhosos homenagearam a docente.

“Rosangela é uma das melhores professoras da Universidade. Sempre pensa muito nos alunos e está sempre nos incentivando a crescer no meio acadêmico”, disse contente, Mariene, bolsista da professora no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID).

Emocionada, Rosangela afirmou que realizou um sonho: “Hoje é um dia muito importante para mim. É a realização de um sonho” e continuou: “tonigth is my day! (hoje é meu dia, em tradução livre)”.

Foto: Mariana Tenório

No domingo (8), o reitor e professor Jairo Campos, que organizou o livro “Um jeito de olhar”, recebe o público, às 18h, no estande da EdUneal para o lançamento da obra.

Bienal Internacional

O reitor Jairo Campos destaca que a Bienal tornou-se um ponto de convergência da valorização da cultura alagoana. “A Ufal está de parabéns por manter o evento que reúne tantos intelectuais, tantos títulos. A Uneal não podia deixar de participar, sobretudo depois da criação da EdUneal. É um espaço muito importante”, afirmou.

Para o diretor da EdUneal, Renildo Ribeiro, a participação na Bienal tem sido produtiva e relevante para a projeção da instituição. “A Uneal avançou muito na Editora. Realizamos o relançamento da obra de Maria Adélia, uma referência na geografia, e que tem pedido de exemplares até na Argentina. O livro da professora Rosangela está quase esgotado. “Muita gente não conhecia a produção da EdUneal e se surpreende ao conhecer na Bienal”, avaliou.

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.


Tenha você também a sua rádio